O que muda com a nova Taxa Selic: Quanto Rende R$ 5 mil

Classificação:
5/5
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
o que muda nova taxa selic

Com a queda da SELIC para 6% ao ano muitos investidores buscam novos meios para diversificar ainda mais os seus investimentos.

Na última quarta-feira ou Copom (comitê de política monetária do Banco Central) decidiu fazer o corte da taxa básica de juros da economia de 6,5% para 6% ao ano, sendo a menor taxa da história.
O mercado não esperava esta redução, pois se trata no décimo terceiro corte SELIC desde outubro de 2016 aonde chegou a atingir o patamar de 14,25% ao ano.
Foram vários fatores envolvidos que trouxeram estas reduções: cenário político apresentando fraqueza de dados nas atividades econômicas, o controle da inflação e aprovação em primeiro turno na Câmara dos Deputados da reforma da Previdência.
Era possível ter uma alta rentabilidade nos investimentos de renda fixa e isso quando a taxa SELIC atingiria os dois dígitos Hoje os investidores buscam novos meios para diversificar os seus investimentos para terem retornos significativos.
Investimentos como poupança, CDBs com taxas pós-fixadas, Fundos DI e o tesouro SELIC, tem os seus rendimentos atrelados à taxa SELIC ou a DI Isto faz com que os seus rendimentos sejam menores.
Essa simulação faz cálculo nos investimentos como poupança, em um CDB, em um mundo DI ou no tesouro SELIC prazos de seis meses a 30 meses, já descontando o imposto de renda é certa a poupança que já é isenta.

Veja quanto renderia uma aplicação de R$ 5 mil com uma taxa de juros se mantendo em 6% ao ano por todo o período da aplicação

Estes cálculos foram feitos pelo coordenador do laboratório de finanças do Inspira, Michael Viriato. 

simulação nova taxa selic

A simulação acima mostra a poupança com a menor rentabilidade, isso se considerar prazos mais longos. Já considerando os prazos menores de até 12 meses a poupança se torna maior em rentabilidade comparado com os Fundos DI de 1% ao ano.

A poupança também ganha de CDBs com rendimentos de 90% do CDI em um prazo de seis meses.
Hoje certamente para quem busca investimentos com rentabilidades maiores, as aplicações em fundos de renda fixa deixou de ser uma escolha de encher os olhos como em períodos anteriores.
Talvez aplicações em renda variável seja uma alternativa para quem busca maiores rendimentos,
Renda variável ainda é pouco explorada, muitos sentem medo na hora de comprar ações principalmente para aqueles estão iniciando.

Mais de 90% da população não investe neste ativo e estão deixando boas oportunidades passarem.

É importante saber que a renda variável Pode sim trazer bons rendimentos ao seu capital. Apesar de serem ativos financeiros com retornos não previsíveis, isso por conta da volatilidade, O que é natural no mercado. É preciso entender e aceitar esse risco de curto prazo.
O mercado considera o ano de 2019 com boas expectativas para a renda variável Isto levando em consideração as propostas e implementações do governo brasileiro para o ano.
Também uma resolução no cenário externo que vem se encaminhando para uma resolução ou não nos conflitos entre Estados Unidos e China que refletem nos países emergentes como o Brasil influenciando nos ativos da renda variável.

O Day Trade pouco conhecido se torna uma vantagem para se investir  em operações de renda variável, pois não importa o período, existem estratégias que duram apenas com um único dia.

Deixe seu comentário