Como Enfrentar a Concorrência no mercado que atua

Classificação:
5/5
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Comércio de rua enfrenta a concorrência
Como enfrentar a concorrência certamente é um dos maiores desafios que todas as empresas tem diariamente; e não importa o tamanho e nem o ramo de atividade, a concorrência é totalmente democrática.
Especificamente no caso do Brasil, há algumas décadas, a concorrência entre as empresas era menor e menos agressiva.
E por este motivo é que muitos empresários viram seus negócios crescerem rápido, principalmente pela ausência ou escassez de concorrentes.

Diferentemente do que sempre ocorreu em outros países, principalmente nos Estados Unidos, onde a concorrência sempre foi intensa. Diferentemente do que sempre ocorreu em outros países, principalmente nos Estados Unidos, onde a concorrência sempre foi intensa.

E o cenário atual se modificou muito

Como o tempo, empresas foram abertas porque muitas pessoas que perderam seus empregos tornaram-se empreendedores.
E como resultado disso, a concorrência começou a crescer e pegou muita gente desprevenida, que não estava acostumada a concorrer.
Viram seus negócios crescer em uma época onde estavam praticamente sozinhos; no entanto, não se prepararam para esta nova etapa.

VEJA TAMBÉM

Em contrapartida, estes novos empresários, antes de mais nada, precisaram se capacitar.
E entenda por capacitação saber lidar com o mercado, bem como se utilizar de técnicas de gestão mais atualizadas.
Com isso, muitos modelos de negócios e empresas se tornaram obsoletos e principalmente, não adaptados à nova situação.

O MERCADO TAMBÉM CRESCEU

Exatamente, muitos empresários só olham a concorrência, mas esquecem de observar que o mercado também cresceu nas últimas décadas.
E mais do que isso, o consumidor teve acesso a muita informação e inegavelmente hoje se encontra mais seletivo.
Muitas oportunidades de novos negócios se abriram nos últimos anos, principalmente se observarmos o segmento de serviços, algo muito precário no Brasil ao longo de muitas e muitas décadas.
Equipe de vendas enfrentando a concorrência
Com isso a nova mentalidade do empreendedor veio para se estabelecer definitivamente em um mercado em expansão constante.

E COMO ENFRENTAR A CONCORRÊNCIA?

O que notamos atualmente é que muitas empresas, enfrentam a concorrência utilizando a pior estratégia possível: GUERRA DE PREÇOS.
Esta estratégia está relacionada principalmente ao modelo errado de negócios que muitos se acostumaram por décadas e décadas.
E quando se veem incomodados por empreendedores mais novos e com estratégias diferentes e atualizadas, apenas criticam a concorrência.
Ao invés de criarem um modelo de negócios onde podem aprender com a concorrência, promovem apenas guerra de preços para manter a sua clientela fiel aos produtos ou serviços;
Em princípio esta estratégia funciona, mas observamos que é muito nociva após um determinado período de tempo.
Guerra de preços apenas corrói o caixa da empresa, porque em algum momento a empresa perde a capacidade de investir.
E se perder esta capacidade, certamente fechará suas portas.
Outro ponto importante é que se os seus clientes estão apenas de olho em promoções, é provável migrarem para outra empresa que oferte algo mais barato do que a sua.

3 DICAS COMO ENFRENTAR OS CONCORRENTES

Para enfrentar a concorrência sem uma política comercial predatória,  listamos 3 dicas fundamentais para qualquer tipo de negócio:
  • Compromisso com a imagem da empresa
A forma com que lida com problemas junto aos clientes ou com o mercado é importantíssima para a sua sobrevivência
Negligenciar isso é perder credibilidade e respeito
  • Foco no Cliente
O cliente e suas necessidades devem estar acima de qualquer interesse
Toda empresa vende algo ou presta algum serviço porque RESOLVE OS PROBLEMAS do cliente.
  • Interesse genuíno pelo cliente
Ao invés de se preocupar apenas com o faturamento do negócio, que tal se preocupar com o cliente?
Entender o que ele precisa, quanto pode pagar por aquilo e como quer ser atendido fazem parte desta preocupação.
Quando se entende tudo isso, o faturamento é acima de tudo uma consequência e não apenas o objetivo.

Com isso, é possível enfrentar a concorrência de forma leal, profissional e sobretudo, sustentável para o seu negócio.

Deixe seu comentário